Menopausa com mais tranquilidade

Viva a menopausa com mais tranquilidade

O período da menopausa começa após o encerramento dos ciclos menstruais e ovulatórios da mulher, entre os 45 e 50 anos. Quando ele chega traz dúvidas e sintomas, algumas vezes, incômodos, como os suores noturnos, insônias e diminuição no desejo sexual.

“Todas as mulheres passam por um período chamado menopausa, umas precocemente e outras tardiamente. Os sintomas dependem de vários fatores internos, como disfunções hormonais, cistos ovarianos, patologias de base; e fatores externos, como hereditariedade, hábitos alimentares e de estilo de vida. As mudanças bruscas de humor e insônia são sintomas muito comuns nessa fase da mulher”, explica o médico ginecologista Rogério Tabet, voluntário do Horas da Vida.

Um período mais leve

Segundo o doutor Rogério Tabet, uma dieta equilibrada, incluindo soja, boa ingestão hídrica e a prática de exercícios físicos , suplementos como a Amora ajudam a passar por essa fase de forma mais tranquila.

 

A atividade física ajuda no combate ao estresse e na manutenção hormonal. Associadas a terapias alternativas, como acupuntura, é possível manter o sincronismo do corpo e da alma, proporcionando bem-estar à mulher.

 

 

“A prática de exercícios regularmente é uma ótima estratégia para queima de gordura e aumentar o humor, além de diminuir os riscos de doenças cardiovasculares e fortalecer os ossos. Além disso, libera endorfinas na corrente sanguínea, promovendo o bem-estar físico e emocional da mulher nessa fase.”

Alimentos do bem

Os alimentos auxiliam a minimizar os sintomas da menopausa, segundo o ginecologista. “É preciso focar inicialmente os sintomas para direcionar a mulher para uma dieta adequada. Mas basicamente, uma alimentação rica em soja, grãos, folhas verde-escuras, frutas e legumes é a ideal”, afirma Tabet, que destaca: “A alimentação láctea, rica em cálcio, previne a osteoporose, e, junto com banhos de sol aumentam a qualidade de vida”, diz.


O ginecologista reforça ainda a importância de o equilíbrio emocional, fortalecendo a imunidade com alegria. “Sorrir é muito importante para minimizar qualquer sintomatologia dessa fase da vida.”

É preciso atenção!

Neste período, diversos sintomas e doenças podem surgir como perda do libido, perda da memória e alterações mamárias, como cistos e nódulos. Pólipos e prolapsos uterinos (perda da mobilidade), e câncer são doenças que podem surgir.


A intimidade da mulher também passa por mudanças. Tabet explica que a vagina é muito afetada pela atrofia (secura), causando desconforto sexual com consequente lesão vaginal e estresse. “O acompanhamento médico preventivo é de fundamental importância.

Consultas médicas, exames periódicos, como mamografia, ultrassonografia e Papanicolau, avaliando o útero e anexos, densitometria óssea e exames laboratoriais devem ser feitos com regularidade”, finaliza.

Texto: Hérica Rodrigues   Entrevista: Rogério Tabet, ginecologista, voluntário do Horas da Vida - Fonte do Artigo: http://www.horasdavida.org.br